Diferenças em Tomb Raider evidenciam disparidade entre PS4 e Xbox One

Postado em 30 de janeiro de 2014 por Ariel Souza
tomb-raider-ps4-xbox-one

Normalmente, quando uma nova geração se inicia, é muito normal vermos uma grande semelhança entre os novos consoles. Um grande fator para que isso aconteça se da pela falta de experiência dos estúdios na criação de conteúdo em plataformas desconhecidas. Na geração passada, o Xbox 360 se saiu melhor no início por pequenas questões técnicas, no entanto, quando os estúdios aprenderam a trabalhar no PS3, as diferenças eram mínimas entre eles.

O que estamos vendo no caso da nova geração é um pouco diferente. Ao que tudo indica, o Xbox One não está aguentando tão bem os jogos que no PS4 estão rodando com qualidade máxima. Isso aconteceu com COD Ghosts, Battlefield 4 e agora com Tomb Raider: Definitive Edition.

Recentemente, foi revelado que a nova versão de Tomb Raider, relançada para os consoles da nova geração, roda a 1080p em ambos os consoles, porém enquanto no PS4 o jogo rode com 60 FPS livres, no Xbox One ele é travado nos 30 FPS. E agora a informação que temos, é que as cutscenes da versão do Xbox One não rodam em 1080p, mas sim 900p.

Enquanto essa diferença técnica não é exatamente algo tão problemático, ela traz a tona novamente a possível disparidade entre os consoles da nova geração. Mas existe outro ponto de vista, que até o próprio Digital Foundry passou em seus testes, que demonstra que a fixação dos 30 fps do Xbox One fazem o jogador não sentir com tanta frequência algumas quedas de FPS. No PS4, por se ter 60 fps livres, de vez em quando o jogo tem algumas quedas e subidas bruscas de FPS. Porém, segundo o Digital Foundry, o game é mais bonito no PS4, rodando com mais fluidez, porém a versão PC é ainda mais bonita.

Anterior1 de 20Próxima
Dica: Use as ← → (setas) de seu teclado
Dica: Use as ← → (setas) de seu teclado
Sobre o autor

Co-Fundador do Combo Infinito, um dos âncoras do Hitcast e Hitquestion, gamer hardcore, entusiasta de tecnologia e analista de sistemas, afinal os videogames não caem do céu (como já diria o Sheldon) e precisamos trabalhar na "vida real".

Like us on Facebook
on Facebook

Follow me on Twitter
Follow @@arielsis on Twitter
Add me on Google+
on Google+

  • Fernando Castro

    Primeiramente não sei de onde tiraram que a versão do PC é a mais bonita, sendo que a produtora deixou bem claro que a versão para os consoles esta graficamente repaginada. Tenho o jogo no meu PC, e ele rodando no PS4 ou One, qualquer um bate longe a versão do PC. Segundo que ta todo mundo cansado de ler nas histórias dos videogames que o que vende um console não são gráficos, são jogos. Por isso sim, eu acho que se a Sony não trabalhar duro nesta questão, não demora muito para ela perder o digamos “reinado” se é que ele existe mesmo, haja visto que ontem saiu uma noticia sobre as ações da Sony, consideradas uma das piores do mundo em termos de valor de investimento, ai te pergunto, se a Sony esta tão a frente nas vendas do seu novo console, por que diabos as suas ações estão tão ruins?? No minimo estranho. E sobre os FPS, quem manja de videografismo sabe que 30 fps é é o que nosso olho precisa, tudo além disso é imperceptível, e ficar falando sobre isso pra mim é perda de tempo, se o One sempre mantiver os 30fps ta tranquilo. Mas vai ver temos alguns ET´s entre nós cujo olho é capaz de perceber acima de 30fps…palmas para eles. É isso. Abçs.

    • http://www.comboinfinito.com.br/ Ariel

      Fala Fernando, muito obrigado por comentar! Vamos aos fatos!

      A Sony não está bem das pernas no que diz respeitos à negócios em geral. A divisão de games passou por maus bocados com o PS3, pois ele demorou a dar lucros, entretanto o PS4 começou arrebentando e as vendas dele realmente estão mais altas que do Xbox One. Sem escolher lados, a nova geração está ótima para ambos, menos pra Nintendo.

      A questão das ações da Sony é como falei, os números são gerais, e como todo novo console, o PS4 não dá lucros, mas cria uma base instalada que trará retorno em alguns anos, fora o marketing positivo da marca Playstation que está voltando a se criar.

      Sobre os 30FPS tenho conhecimento que nossos olhos não conseguem perceber tanta diferença, no entanto de 30 para 60fps a diferença está na fluidez e liberdade que os desenvolvedores possuem para elevar a qualidade geral do game. Claro que um jogo do Xbox One em 1080p e 30FPS será bonito, isso não se discute, mas fica claro que existe diferença entre os consoles no que diz respeito à desempenho. Novamente, sem escolher lados, já que a notícia não tem intenção de ser tendenciosa, e é o resultado de um teste gerado por um dos laboratórios mais respeitados no momento, que é a Digital Foundry.

      Sobre a versão PC, o próprio laboratório é quem fez os testes, nós apenas divulgamos a notícia. Particularmente não me importo em jogar qualquer uma das 3 versões, pois sei da qualidade desse jogo. Tomb Raider foi sensacional até mesmo no PS3, o que dirá da nova geração e de um PC parrudo!

      Valeu cara, volte sempre =D!

    • Fabrício Takashi Sakuma

      Posso estar falando asneiras, mas 30fps é o mínimo para que nós possamos enxergars as imagens como um vídeo e não como fotos estáveis consecutivas. Porém, quanto maior o “rate” mais fluída é a imagem. Assim como é visível no vídeo comparativo da matéria. É só passar numa loja de eletrônicos e reparar nas televisões de 120Hz, 240Hz,etc. com aquele vídeo comparando entre o padrão antigo de 60Hz com as novas tecnologias que fica gritante a diferença. Novamente, posso estar falando a MAIOR BESTEIRA da face da terra. Mas pelo pouco que eu entendo de imagem eu acredito nisso! Abraços meus queridos!

      • CDZ

        Basicamente, Hz e FPS são a mesma coisa. Para se ter uma imagem com movimento, são necessários 24 fps e essa é a taxa utilizada nos filmes, seriados, programas, etc, não todos, pois tem aqueles que sejam gravados em até 30 FPS e inclusive o Hobbit foi gravado a 48 FPS.

        Os hz são as taxas de atualização de um frame. A base são 24 fps. Portanto um vídeo gravado em 24fps será reproduzido a 60 hz (os frames irão se repetir 2x ou até mais).

        Quanto maior a taxa de quadros, maior a fluidez em cenas rápidas. Sendo assim, você terá imagens com movimentos muito rápidos, com uma maior definição de detalhes, amenizando o efeito blur.

        Com 30 fps você já tem uma movimentação nítida. Com 60 fps você terá a mesma qualidade, a diferença só será notada em cenas com movimentações rápidas.

        Para se reproduzir um filme em 3D, o mínimo recomendado é uma tv de 120Hz.

        Eu não sou nenhum expert, certamente alguém poderá explicar melhor HZ e FPS, mas isso é o que sei.

  • Renato Aguiar

    Estou lendo muito sobre este teste. Mas tenho uma dúvida, então porque o Forza roda a 60FPS. Se o Forza roda a 60 FPS então não é problema do Game, se e que é um problema, mas uma questão de quem desenvolveu o jogo, não é verdade?

  • Leandro Lamanna Zanardi

    30 FPS é o que os olhos humanos percebem com fluidez em uma frequência de 60MHZ, em freqüências mais altas é possível identificar com o olho humano a quebra.
    Porém é mais perceptível identificar variação de FPS do que o FPS travado, pois o refresh da imagem acima de 60MHZ principalmente em tvs ou monitores grandes é mais lento, pois ele divide a tela pra fazer o refresh.
    Quanto a cravar em 30FPS não é um erro desde que o processo de renderização rode em um núcleo completamente diferente do de apresentação onde não atrase o preenchimento dos buffers de memória da imagem, pois mesmo com 30FPS existe uma percepção de travamento como um lag, qdo a lógica demorar pra responder e é justamente isso que faz um FPS livre flutuar, demonstrando que estão rodando no mesmo núcleo.
    Em jogos para PC normalmente temos uma CPU muito mais potente que a GPU, fazendo a lógica acontecer na CPU e apenas a renderização dos vertices na GPU.
    Dizer que um jogo em 3D é mais ou menos bonito não faz sentido se o jogo for o mesmo, o que muda é a capacidade da GPU de renderizar mais vertices por segundo, podendo então renderizar e filtrar mais vertices por modelo.
    Isso demonstra que o jogo não pensou nas GPUs especificamente qdo foi produzido, produziu seus modelos de forma genérica e adaptou pra realidade de cada GPU.

    • http://www.comboinfinito.com.br/ Ariel

      Perfeito, e isso responde a questão de que Forza roda em 60 FPS, já que foi produzido pensando apenas no Xbox One, enquanto que os jogos multis não estão conseguindo o mesmo efeito.

  • Carlos Schneider

    Isso já era previsto dado pelo que vimos nas configurações, o quadro pode agravar para o lado da Microsoft se eles continuarem com exclusivos genéricos como era no 360, sabendo que a Sony tem a seu favor a Naughty Dog e Quantic Dream e ainda sai uma notícia dessas: http://www.arkade.com.br/noticias/investidores-microsoft-querem-fim-xbox-surface-bing-tambem/ creio que sejam só boatos, assim como foi da Nintendo(que sempre foi e é líder vendas no Japão). Mas de toda forma concorrência é sempre bom pro Mercado e para nós Gamers independente se um console anda mais fraco que o outro.

  • felipe

    Só acho que cagaram o rosto da Lara nessa versão, mudou demais com as demais versões
    em questão do gráfico só vi mudanças nas cores é no contraste

    • Rafa-El Barbosa

      Concordo. A expressão da Lara ficou extremamente rígida nas novas versões. Observei isso olhando as fotos das versões de PS3 e PC, onde ela tinha uma expressão bem mais leve e de sofrimento. Nas versões novas, o olhar ficou extremamente puxado e a expressão pesada, rígida. Quase BOTOX heheheheheeh

      • http://www.comboinfinito.com.br/ Ariel

        Confesso que não prestei atenção nisso. Concordo após ler os comentários de vocês!

  • pauLo dias

    Concordo com vc que os graficos são melhores no PS4 para a maioria dos jogos até agora, mas nesse caso do Tomb Raider eu achei melhor no XONE. Sem contar que o controle do XONE é melhor pra esse tipo de jogo.