Elden Ring: Shadow of the Erdtree expande a história e o universo do jogo com muita qualidade – Análise | Review

Elden Ring

Compartilhe

DLC estreia em 21 de junho

Elden Ring foi um grande sucesso e o jogo do ano de 2022, multiplicando a fórmula souls da FromSoftware em um mapa aberto repleto de conteúdo para explorar. Após mais de dois anos, este universo é expandido com Shadow of the Erdtree, o primeiro conteúdo de DLC de Elden Ring.

Minha campanha em Elden Ring tem mais de 100 horas e eu estava pronto para embarcar em mais boas horas de exploração e descobertas. Mas definitivamente não esperava por uma experiência de mais de 50 horas com Shadow of the Erdtree. Sim, foi exatamente o que encontrei. Agora, posso contar para vocês se o jogo realmente vale a pena. Tire todas as suas dúvidas com nosso texto ou com nosso vídeo acima!

A continuidade da história

Elden Ring: Shadow of the Erdtree
- PUBLICIDADE -

Elden Ring possui uma ótima história inserida em seu mundo, mas é muito difícil compreendê-la completamente apenas jogando. É necessário buscar documentos dentro e fora do jogo para entender toda a complexa narrativa. Shadow of the Erdtree não é diferente. Contudo, a premissa é a seguinte: Miquella, irmão de Malenia, foi capturado por Mogh para que seus poderes pudessem torná-lo um novo Lorde Prístino. Quando enfrentamos Mogh no jogo principal, podemos ver Miquella em um casulo, ou o que restou dele.

Agora, os jogadores são convidados a explorar um novo mapa, chamado Reino das Sombras, onde tudo é novo e onde podemos entender melhor os passos que Miquella deu em sua jornada e até descobrir seus planos para o futuro. Mas, como em todo o Elden Ring, não espere que essa história seja contada de maneira convencional; é necessário ficar atento a todos os detalhes para tirar conclusões sobre a trama.

O novo mapa

Elden Ring: Shadow of the Erdtree

O Reino das Sombras é um mapa do tamanho de uma das regiões principais de Elden Ring. Embora pareça pequeno em comparação ao jogo principal, o novo mapa se revela enorme à medida que você descobre suas novidades. A verticalidade e a genialidade do level design são inacreditáveis e impressionantes em todos os momentos. Como a DLC não tenta criar um mundo aberto gigantesco, ela se propõe a entregar mais conteúdo em um espaço menor, enriquecendo ainda mais a experiência. Você sempre se sente tentado a explorar novos lugares e descobrir os segredos do Reino das Sombras.

- PUBLICIDADE -

Ainda encontraremos mausoléus, catacumbas e cavernas para explorar, embora em menor escala e com objetivos mais bem trabalhados, o que reduz a sensação de repetição presente no jogo principal. Shadow of the Erdtree também introduz novos inimigos em cada parte do mapa, além de trazer de volta velhos conhecidos.

Eu gostei muito do novo mapa e ainda tenho algumas coisas para descobrir. Você pode escolher para onde ir primeiro e não precisa seguir uma sequência lógica de eventos.

Ficando mais forte

Elden Ring: Shadow of the Erdtree

No Reino das Sombras, você encontrará dois novos tipos de itens de evolução, além das habituais runas, que continuam permitindo evoluir seus níveis e construir a build que desejar. Os dois novos itens são a Bênção da Umbrárvore e as Cinzas Espirituais Reverenciadas. A primeira fortalece todos os atributos do guerreiro, enquanto a segunda fortalece as lágrimas e invocações em geral. A cada evolução, você percebe rapidamente que valeu a pena explorar todos os cenários.

Em minha build, experimentei várias opções, mas acabei mantendo o mesmo estilo de jogo que usei no jogo principal, focando em sangramento e ataques pesados e carregados. Funcionou muito bem para mim, mas pode ser diferente para cada jogador, e é aí que reside a graça de Elden Ring, já que há inúmeras maneiras de fortalecer seu personagem. As novas armas são tentadoras e você encontra pedras de forja a todo momento, então não deixe de evoluir suas espadas para testar suas capacidades sempre que desejar.

Artisticamente singular: lindo e aterrorizante

Elden Ring: Shadow of the Erdt

Elden Ring já era incrível visualmente, mas Shadow of the Erdtree eleva ainda mais esse aspecto. Estamos provavelmente diante de alguns dos melhores cenários que a From Software já criou. É impressionante o nível de qualidade artística desta expansão. Cada novo bioma vai te deixar aterrorizado ou completamente encantado com tanta beleza. Em um dos cenários opcionais, há uma preparação a cada momento que você se aproxima do grande chefe, transmitindo uma sensação de desolação, apocalipse e grande perigo.

Mesmo com tanta beleza artística, o jogo mantém o mesmo nível técnico. Percebi menos quedas de FPS, embora elas ainda estivessem presentes. Ainda assim, tudo é absurdamente impressionante, e a From Software demonstra que tem tudo sob controle quando precisa criar novas regiões em Elden Ring. Shadow of the Erdtree representa uma evolução visual nítida, com um nível artístico excepcional que eu não esperava.

Os chefes

Elden Ring: Shadow of the Erdtree

Você sabe que um dos pontos altos do estilo Souls são seus chefes. Ainda que o caminho até eles seja difícil e qualquer deslize possa custar caro, é nos chefes que você realmente percebe se sua evolução foi suficiente. Até a metade do jogo, eu estava achando tudo bem tranquilo, devido à minha evolução no game e aos novos recursos da DLC. Mas, a partir daí, foi uma loucura total com chefes absurdamente difíceis, com golpes que tiravam muita vida, mesmo com meu personagem bastante evoluído.

Contudo, é aí que entra a grande força do gênero Souls, e onde a From Software é perita: você nunca deixa de tentar, pois a recompensa está em entender os movimentos do seu adversário e converter os pequenos intervalos entre um golpe e outro em dano. Os novos chefes não decepcionam, trazendo batalhas épicas, memoráveis e acompanhadas por músicas incríveis que tornam suas vitórias, ou derrotas, ainda mais marcantes.

Conclusão

Elden Ring

Shadow of the Erdtree é o clímax de Elden Ring. Um conteúdo massivo, mas compacto em comparação ao jogo original, que não deixa nada a desejar em termos de experiência. O novo mapa é excelente e cheio de segredos, com sua verticalidade sendo um dos grandes destaques. A qualidade geral da experiência é sensacional. Mesmo com ligeiras quedas de FPS ao jogar no PS5 no modo desempenho, isso não chega a atrapalhar. Portanto, a nota final de Elden Ring: Shadow of the Erdtree só poderia ser um 10! Um conteúdo imperdível que exala qualidade em todos os momentos.

Elden Ring: Shadow of the Erdtree : Shadow of the Erdtree é o ápice de Elden Ring, oferecendo um conteúdo massivo e compacto. O novo mapa é excelente, cheio de segredos e verticalidade. Apesar de leves quedas de FPS no PS5, a experiência geral é sensacional, merecendo uma nota 10. É um conteúdo imperdível que exala qualidade! M@xpay

10
von 10
2024-06-18T11:00:28-0300

Compartilhe

- PUBLICIDADE -

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LIVES

TODOS OS DIAS

O melhor conteúdo do mundos dos Games para você! São LIVES diárias com os melhores jogos de luta, Últimos Lançamentos, Notícias, Temporadas da “Guerra das Torres (Mortal Kombat)” e da “Guerra das Ruas (Street Fighter)” com os melhores players do momento e muito mais! É só colar e mandar aquele “Salve”