Hitcast 39 – A Dificuldade de se fazer jogos difíceis

Compartilhe

hitcast-39-dificuldade-de-se-fazer-jogos-difíceis

Está no ar o Hitcast 39!

- PUBLICIDADE -

Dê o PLAY AQUI EM BAIXO e JÁ OUÇA SEM ENROLAÇÃO!

[powerpress]

A velha discussão sobre os jogos difíceis de antigamente, que para muitos, eram melhores que os de hoje. Porém, o que faz ser tão difícil para as desenvolvedoras criar jogos difíceis hoje em dia? Serão outros tempos, outro tipo de público? Há ainda a necessidade do game ser desafiante? Existe uma linha tênue entre o difícil e o mal balanceado? Isso e muito mais no Hitcast 39!

Dão um tostão de suas vozes Alepitecus (@alepitekus) e Ariel (@arielsis) e os nossos convidades de hoje: Takashi Sakuma Kirby (), o Retroplayer Sabat  e o mestre das trilhas sonoras Marcelo Martins (Clefbits). Tudo isso com edições do nosso mago do som, Guto Araújo (@gutovisks)

- PUBLICIDADE -

E como sempre amigos do Combo Infinito, deixem seus recados, e-mails, xingamentos, tiradas, sarros, pitacos, elogios, sugestões e críticas. Vamos continuar o Hitcast #39 nos comentários também =D!

Para realizar o download do episódio, clique com o botão direito em “Download” logo abaixo do player e selecione Salvar como. Para ouvir na página, basta dar um play.

Para vocês que preferem usar os feeds, aí estão os links do RSS e do iTunes! Se passarem por algum problema nos avisem pelos comentários ou pelo e-mail [email protected].

Para inscrever-se nos feeds, clique em uma das opções abaixo:

FEED RSS Itunes ============================ Dê o PLAY AQUI EM BAIXO!

[powerpress]
Ou clique abaixo para realizar o download da versão ZIP

zip


Links e assuntos comentados

Análise: Bloodborne

Análise: Dark Souls

Análise: Dark Souls 2

Grupo Game Fan Art – Facebook

Vídeo do nosso amigo e ouvinte Oscar RR e seu amigo Tiago jogando Final Fight diretamente no Super Nintendo. Clique aqui com o botão direito para baixar, é bem pequeno o download e vale a pena!

Compartilhe

- PUBLICIDADE -

3 respostas

  1. Fala combo-infinitistas, tudo certo?
    Como sempre gostei do cast, do assunto, da forma como o debateram, da edição e tudo mais que possam imaginar. Casters, convidados e editor, todos vcs estão de parabéns! Conseguiram me animar num dia que não foi dos melhores (mas ainda não estava querendo matar pandas, fiquem tranquilos).
    Acho que nunca concordei tanto com o Alê em um hitcast, o problema é que ouvi enquanto dirigia e eu esqueci quais foram os pontos exatos, desculpem por isso…
    Lá vão meus (longos) dois centavos…
    Primeiro que a culpa é sim da comunidade de jogadores e, claro, dos produtores/desenvolvedores. Sempre que alguém tenta tornar algo de nicho em algo mais acessível, muitas características se perdem. Música, cinema, entre outros… tudo quanto é tipo de mídia de entretenimento sofre disso. E com jogos foi igual. Para atrair um número maior de jogadores, baixaram a dificuldade dos games e focaram mais em outros pontos como enredo, gráficos, e por aí vai. Não acho isso ruim, pelo contrário, bacana que estão cada vez mais ramificando e atraindo mais público, cada um fica no seu quadrado e todos podem se divertir. Fora que alguns jogadores podem com o tempo se interessarem por jogos mais desafiadores, pq não? A porta de entrada não precisa ser necessariamente este tipo de jogo.
    Fiquei o cast inteiro pensando no ponto de que dificuldade nunca pode ser sinônimo de qualidade, nem pro bem e nem pro mal. Que bom que falaram isso no fim, pq pra mim é real. Não é pq um jogo é fácil ou difícil demais que ele é bom ou ruim, isso é só mais um detalhe. Já escrevi um texto sobre isso pq sempre pensei dessa forma e fiquei impressionado que no fim até o rabugento do Sabat concordou com o ponto de vista, algo que nunca imaginei que aconteceria… rs
    Legal que trataram de “Souls” meio que a parte do resto do cast, com certeza foi uma sacada genial da From Software e eu não tenho mais absolutamente nada pra acrescentar sobre os jogos da empresa (na verdade só joguei o Demon’s até agora, este ano jogarei o Dark).
    Eu acho que é isso.
    Vou encerrar o comentário com uma indicação de jogo independente que tá me fazendo xingar pra caramba e me divertir o dobro do que xingo: Rogue Legacy. Não sei se jogaram, mas é um jogo com design bem pensado e bem implementado, levei um tempão pra finalizar e agora tô me descabelando pra conseguir o último troféu e, consequentemente, a platina. É o tipo de jogo que vc morre, xinga, fala que vai largar e não consegue parar de jogar.
    Poderia falar mais uma infinidade de coisas, mas o comentário já excedeu até os meus padrões de quantidade, então chega!
    Abraços a todos e mais uma vez parabéns! Continuem evoluindo! o/

    1. Vlw Cadu. o
      Quanto ao jogo Rogue Legacy, eu tenho e realmente é um jogo que por mais que vc morra e diga que vai largar tu acaba jogando de novo e fica naquele processo de “só mais essa vez”, pra ver se tu consegue avançar um pouco mais do que a ultima.

      1. Exatamente isso, Guto!
        Chega a ser uma maldição! E digo isso pq mais uma vez eu acabo de falhar em conseguir o maldito troféu que estou buscando! huahuahuahuahuahua
        Valeu! XD

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LIVES

TODOS OS DIAS

O melhor conteúdo do mundos dos Games para você! São LIVES diárias com os melhores jogos de luta, Últimos Lançamentos, Notícias, Temporadas da “Guerra das Torres (Mortal Kombat)” e da “Guerra das Ruas (Street Fighter)” com os melhores players do momento e muito mais! É só colar e mandar aquele “Salve”