Guardiões da Galáxia se contentou com pouco e perdeu a chance de ser épico | Análise

Guardiões da Galáxia

Compartilhe

Guardiões da Galáxia é uma propriedade da Marvel que explodiu de popularidade com os filmes do MCU. Aliás, mais da metade dos super-heróis que conhecemos foi impulsionado por essa construção cinematográfica. Enfim, sabemos da gigantesca influência que o cinema, com a MCU, trouxe para a cultura pop, logo os games também teriam uma fatia desse universo expandido. Alguns personagens já tinham uma caminhada gloriosa nos jogos como Spider-Man, mas a chegada dos Vingadores mostrou que a onda invadiria os videogames.

Vale lembrar também que os Guardiões da Galáxia no cinema foi uma das cartadas mais certeiras da Marvel. Os dois filmes são excelentes, o elenco é absurdo e contribuíram de maneira altamente significativa para a narrativa que findou com o Ultimato.

Guardiões da Galáxia tem uma boa narrativa?

- PUBLICIDADE -

Marvel Guardians of the Galaxy

Para um bom produto Marvel, a primeira coisa que se nota é se há uma história interessante. Isso para qualquer segmento, os fãs ou entusiastas procuram ligações com HQs, cinema ou qualquer outro item que possa haver uma conexão. Mas afinal, a narrativa desse jogo tem qualidade?

Talvez um dos elementos que melhor se sai é justamente a narrativa. Vale destacar que os personagens tem uma veia cômica famosa e muito admirada por todos, entretanto em muitos momentos isso é abandonado e dá lugar a um drama pesado. Sim, há um equilíbrio saudável entre esses dois pontos e no game inteiro, praticamente, fica nesse jogo de tênis.

- PUBLICIDADE -

Até arriscam uma origem para Peter Quill (Star Lord) que não é bem o que consta na HQ, mas ainda assim funciona naquela ideia. O jogo já começa com o grupo Guardiões da Galáxia formado. Rocky, Gamora, Quill, Groot e Drax já estão fazendo seus trabalhos pela galáxia. Certamente a confusão tinha que estourar na mão deles e numa tentativa de escapar da polícia espacial, Nova, Quill e sua turma acabam roubando uma Lady poderosa. E assim começa a jornada, pois além de perseguidos por polícia e bandidos, os Guardiões tem que lidar com um problema AINDA maior.

O Gameplay se resume nos tirinhos do Peter Quill?

Guardiões da Galáxia - review

Você controla o famigerado Star Lord, portanto a arma característica do personagem, a elemental gun, está lá com ele. Porém, isso não é tudo. Alguns movimentos de Quill compra-se com XP do jogo, porém também há a oportunidade de comprar habilidades. Essas podem ser adquiridas coletando materiais encontrados no cenário e assim, numa bela parceria, você pede ao Rocky para instalar as melhorias pra você.

No total são 4 habilidades para Quill (golpes), mais 15 melhorias (aumenta escudo, vida, etc) e 4 diferentes elementais para sua arma. Os elementais, assim como algumas habilidades dos companheiros, você adquire quando um ponto especial da história te possibilita usar. Quando completo você tem a chance de usar arma de Gelo, Fogo, Raio e de Atração. Todas elas servem para combate e para desvendar puzzles nos cenários.

Fora isso, Peter tem seu famoso visor que consegue destacar pontos de interesse no ambiente, evidencia objetos que certamente ajudam na resolução de quebra-cabeças e, por fim, realça itens no cenário.

Eles tiveram boas ideias para trabalhar o gameplay do Peter e dos Guardiões da Galáxia em si, entretanto, em muitos momentos ou era muito simples, ou faltou uma pitada de criatividade pra deixar tudo realmente épico.

O gameplay do grupo funciona?

Guardiões da Galáxia - combate em grupo

Em Guardiões da Galáxia você joga apenas com Peter Quill, entretanto todos os seus companheiros podem receber comandos. No total você tem 4 habilidades para cada um dos 4 parceiros. Os 3 primeiros você adquire comprando com XP de batalhas durante o game. O último e mais poderoso, quem define a hora de usar é a narrativa do jogo. Assim sendo, quando você segue a história, essa habilidade final aflora em algum momento, o que te possibilita utiliza-la daquele instante em diante.

No combate, você pode deixar a IA controlar seus amigos, mas, como dito acima, você pode comandar algumas ações. No total são 4 ações para cada personagem. Ao utilizar uma ação de personagem, haverá um cool dawn para fazer de novo. Isso varia de herói para herói e de habilidade para habilidade. Mas é importante ressaltar que cada um tem um ponto estratégico específico. Por exemplo: Groot tem habilidade de prender um inimigo, enquanto Gamora chega firme na espada e Drax consegue atordoar mais rápido. Enfim, na hora de entrar numa batalha, vale conhecer seu inimigo para saber o que fazer contra ele.

Outro ponto a se destacar é os puzzles de cenário. Não são em muita quantidade, infelizmente, e são bem simples, infelizmente. Mas aproveitam as habilidades dos personagens. Mais uma vez, uma boa ideia que deveria ser melhor executada. Gamora é boa em cortar materias, Drax estoura pedras e gelo com sua força, já Rocky entra em locais pequenos e hackeia computadores e Groot consegue fazer pontes para o grupo atravessa longas plataformas.

Trilha Sonora não podia ser menos F@#$

NVIDIA Guardians of the Galaxy

Seria inaceitável ter qualquer produto de Guardiões da Galáxia sem ter uma trilha sonora boa. Nesse ponto eles acertaram em cheio, pois além de ter músicas licenciadas lendárias, os caras criaram um álbum de uma banda fictícia chamada Star Lord. Essa banda, inclusive, tem um peso narrativo. Vale lembrar que os caras lançaram um single com clipe e tudo e, diga-se de passagem, é uma música ANIMAL. Veja aqui o clipe da música Zero to Hero!

No total são 30 músicas licenciadas que estão presentes tanto no momento que a narrativa propõe ou quando você está na sua nave e deseja curtir um som.

Um elemento a destacar é a dublagem. Muito bem feita usando os mesmos dubladores dos filmes. Ficou bem dirigido, com bom humor e sem aquele sentimento de entonação na hora errada.

Podia ser épico, mas Guardiões da Galáxia ficou no mediano

Guardiões da Galáxia

Guardiões da Galáxia escorrega em pontos cruciais. Bugs que não deixam continuar o jogo (tive que reiniciar 3 vezes), outros que me fizeram morrer bizarramente, imperfeições na animação, IA podia ser muito melhor, cenários genéricos, inimigos repetidos, puzzles simples demais, enfim, a Eidos Montreal realmente podia ter feito um jogo épico de super-herói, porque é fato que ali há boas ideias, mas em vários momentos o sentimento de “podia ser melhor” ecoa na sua mente.

Quando você tem um produto das marcas Square Enix e Marvel, não tem como não esperar menos do que Épico. Principalmente depois do fiasco de Vingadores, Guardiões da Galáxia teria a oportunidade de apagar essa memória recente, mas infelizmente não foi assim. Veja, o jogo tem boas ideias, tem uma boa história, mas fica sempre com a impressão de que faltou alguma coisa. Nota: 7

Compartilhe

- PUBLICIDADE -

Uma resposta

  1. Falou tudo.

    Eu gostei muito da história, e, principalmente, da interação entre os personagens. São realmente guardiões da GALÁXIA. Você vai à diversos cenários durante o enredo. A dublagem é simplesmente INCRÍVEL, até porque é uma galera que já se conhece, que sabem trabalhar junto à seus personagens.

    Pontos negativos são principalmente pela falta de polimento no jogo. As vezes você parece que vai ser sugado pelo chão (no PC), e dá umas travadas monstras também que não fazem o menor sentido como a “nova geração”.

    Outra coisa que deixa a desejar são alguns detalhes na batalha, como por exemplo: quando você dá algum comando para os NPCs, ao invés deles muitas vezes fazerem o movimento completo, eles simplesmente teleportam para uma animação de fazer o bagulho. A sincronia labial também é bem ruim. Parece que eles não trabalharam muito isso. Apesar do jogo ter trilhas ESPETACULARES, os efeitos sonoros tem uma qualidade meio meh, e as vezes bugam também (tem vezes que a arma do Peter nem faz barulho).

    Mas essa questão das trilhas sonoras é algo a se destacar, porque eles gastaram milhões pra ter o direito de cada música, que realmente dá a sensação de guardiões da galáxia que temos no MCU. Ao contrário de GTA definitive edition que ficou de frescura de comprar a maioria das músicas que deixavam a gameplay tão imersiva.

    Tudo que eles herdaram daquela tragédia chamada Avengers, deu errado nesse jogo, pra ser sincero. Mas é isso que me dão esperanças para um jogo melhor no futuro. Espero que eles percebam o que a comunidade desaprovou nesse e aprimorem o que tem de melhor para um próximo título.

    Não teria como concordar mais com essa análise. Considero seguir a página a partir de agora para acompanhar mais matérias como essa kk.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LIVES

TODOS OS DIAS

O melhor conteúdo do mundos dos Games para você! São LIVES diárias com os melhores jogos de luta, Últimos Lançamentos, Notícias, Temporadas da “Guerra das Torres (Mortal Kombat)” e da “Guerra das Ruas (Street Fighter)” com os melhores players do momento e muito mais! É só colar e mandar aquele “Salve”