Assassin’s Creed Shadows com conexão obrigatória? Ubisoft responde

Assassin's Creed

Compartilhe

Obrigatório ou não?

Após uma positiva recepção durante seu anúncio mundial, Assassin’s Creed Shadows esteve envolto de uma polêmica acerca de sua versão física necessitar de uma conexão integral com a internet.

Dito isso, em uma recente postagem no X (antigo Twitter), a Ubisoft esclareceu a situação e revelou que Shadows não precisará obrigatoriamente de uma conexão com internet, mas na instalação do jogo sim.

- PUBLICIDADE -

“Olá a todos,

Queríamos compartilhar algumas informações iniciais sobre o próximo lançamento de Assassin’s Creed Shadows, após algumas perguntas que notamos na comunidade. Assassin’s Creed Shadows não exigirá uma conexão obrigatória em todos os momentos.

Será necessária uma conexão online para instalar o jogo, mas você poderá jogar toda a jornada offline e explorar o Japão sem qualquer conexão online.”

- PUBLICIDADE -

Em Shadows estaremos no controle de um samurai (Yasuke) e de uma shinobi (Naoe), enquanto partem em uma jornada com um objetivo em comum. A chegada da franquia no Japão Feudal trará algumas mudanças para a série, como a ausência de um pássaro para marcar alvos e locais no mapa.

Falando em mapa, a famigerada animação dos pontos de sincronização não estará presente em Shadows. Portanto, desta vez, ao subir no ponto mais alto de uma região do mapa não haverá mais aquela câmera que se afasta do personagem e faz um giro de 360 graus desbloqueando toda uma área do mapa.

Em suma, Assassin’s Creed Shadows estreia em 15 de outubro de 2024 no PS5, Xbox Series e PC.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LIVES

TODOS OS DIAS

O melhor conteúdo do mundos dos Games para você! São LIVES diárias com os melhores jogos de luta, Últimos Lançamentos, Notícias, Temporadas da “Guerra das Torres (Mortal Kombat)” e da “Guerra das Ruas (Street Fighter)” com os melhores players do momento e muito mais! É só colar e mandar aquele “Salve”